Meus agradecimentos às Polícias Militar e Civíl de Poá

Por Adilson Santos

duas policiasO jornalismo nos deixa por vezes mais observador, crítico, analítico e seletivo, e por vezes, a gente cobra dos servidores público profissionalismo, principalmente nos serviços de emergência. Ou seja, um serviço de qualidade.

Esta qualidade nem sempre é possível, pois para se fazer um bom trabalho, tem que ter boas ferramentas. Mas de que adianta ter ferramentas se não tem um bom profissional ou presteza na realização?

Quando minha bicicleta foi furtada no começo do ano na Câmara Municipal de Poá, fui três vezes na delegacia para ser atendido. Pois havia e sempre há grande demanda de serviço. E de lá para cá tenho observado mais, o trabalho das duas polícias na cidade. Militar e Civil na cidade de Poá (SP).

Ambas com número não completo de profissionais para trabalhar, a cidade crescendo, como o crime também, e por vezes o cidadão não é atendido da maneira que deveria, ou ele queria. E nem paramos por vezes para pensar que ali também tem um ser humano trabalhando, claro que tem uns que só Deus. Mas não devemos generalizar.

Qual a função da polícia?
A palavra “polícia”, do latim politia, significa “governo de uma cidade, administração, forma de governo”. Mas a denominação moderna conferiu-lhe um sentido particular: “polícia”, passou a representar a ação de um governo, de ordem jurídica, visando resguardar a sociedade de violações e crimes.

Porque agradecer?
Registro aqui e nas redes sociais, os meus agradecimentos, pois esta semana percebi nas duas polícias, tanto militar como civil na nossa cidade, mesmo que por vezes as ferramentas não sejam totalmente adequadas, e a demanda de serviço pode até ser grande, mas ainda tem profissionais e servidores público que estão acima dos problemas. São seres humanos que agem com humanismo, fazendo aquilo além do que lhe é por obrigação. Mostrando seu respeito ao cliente, que é o cidadão e consegue com as adversidades operacionais passar por cima delas, e destacar com seu profissionalismo.

Não vou citar nomes, pois tem sim diversos nomes de bons servidores. Mas estendo os agradecimento a todos das duas corporações, pois quando temos que chamar atenção e ou apontar alguma falha, fazemos e cobramos a instituição, Mas elas tem pessoas valorosas, que fazem valer os bons valores da sociedade.

Obrigado.

Adilson Santos é jornalista repórter fotográfico, CEO do Jornal Evangélico, Diretor Executivo da Associação Brasileira de Mídias Evangélica em SP, gestor da POÁ COM ACENTO, cidadão membro dos conselhos de Mobilidade Urbana o qual é vice presidente e de Turismo.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: