Diversos bairros de Poá serão contemplados. Administração municipal tem trabalhado para acelerar processos

Gian Lopes consegue andamento dos processos de regularização de imóveis (1) (1).jpegEm reunião na Secretaria de Estado da Habitação, o prefeito Giancarlo Lopes da Silva conseguiu autorização para o andamento nos processos de regularização de imóveis em 15 núcleos, por meio do Programa Cidade Legal. Acompanharam o prefeito na atividade o vereador Lázaro Borges e o assessor técnico da Diretoria de Habitação de Poá, Rogério Tarento. Eles foram atendidos pelos técnicos do Cidade Legal, Thiago Simão e Candelária Reyes Garcia.

Os núcleos que serão beneficiados são: Jardim América; Jardim Áurea; Yakushijim; Conjunto Bela Vista; Vila Varela; Jardim Santa Maria (Rua Jacareí); Jardim Indaiá; Jardim Emília; Rua Uruaçu; Rua Coroados; Rua Delta; Rua Capitão Pedro Esperidião Hoffer; Rua Marcelino Brunetti; Rua Porto Alegre; e Rua Padre Eustáquio.

“Foi uma conversa muito importante e aproveitei também para reforçar o pedido de regularização da Vila São Francisco, o antigo Raspadão e fui informado que o núcleo é uma prioridade diante do pedido da administração municipal, do vereador Lázaro Borges e do deputado estadual André do Prado. Todos estão empenhados nesta questão, já que a regularização de áreas da cidade é uma política pública que assegura o direito e a plenitude da cidadania dos moradores”, acrescentou o prefeito Gian Lopes.

No início de março, o prefeito já havia participado na Secretaria de Estado da Habitação de reunião com o coordenador do Programa Cidade Legal, Geninho Zuliani, para tratar da regularização de imóveis e entrega de 1.147 escrituras para os moradores dos núcleos Belvedere, Chácara Santana, Vila General, Vila Eureka e das ruas Cachoeira Paulista, Clemente Cunha Ferreira, Uruana, Padre Eustáquio e Voluntários da Pátria.

Segundo Tarento, o Departamento de Habitação de Interesse Social de Poá tem trabalhado para agilizar o andamento de processos para legalização de áreas irregulares na cidade. “A regularização consiste em um conjunto de medidas para garantir o direito à moradia. Não é algo simples, porém o prefeito Gian Lopes determinou que a nossa equipe realize um trabalho para contemplar o máximo possível de áreas e vamos acelerar os processos”, reforçou Tarento. “Quando realizamos a regularização, possibilitamos ao munícipe a oportunidade dele praticar atos legais relativos ao seu imóvel e isso um ganho imenso para ele”, completou.

Fonte: Prefeitura de Poá