Byanka Calabrez

Com seus 69 anos, Poá comemora a emancipação política com teatro e uma feira Fitness na Praça da Bíblia.

29683814_627533834255885_2178914970064719725_n
Amanhecer hoje quando Poá completa 69 anos, registrada pela jornalista Neusa Maria Rambaldi Nóbrega

Hoje a cidade de Poá está completando 69 anos de emancipação política, por causa da crise do ISS o prefeito Gian Lopes (PR) cortou gastos com grandes festas e optou por uma comemoração mais simples com programação cultural e uma feira Fitness para entreter a população.

DSC_0028.JPG
Levi Matheus Rocha

Contudo, os cidadãos do município não ficaram muito contentes com a decisão do prefeito ”Poá já teve uma festividade melhor, o que está faltando é mais investimento, esse ano está fraco, falta mais recursos, havia mais festas e empreendimento para a população”, conta Levi Matheus Rocha, de 40 anos.

De acordo com o ex-prefeito Miguel Rodrigues Comitre, 79 anos, as festividades esse ano estão condizentes com a atual situação do

DSC_0101.JPG
Miguel Rodrigues Comitre

município. “A programação de aniversário da cidade é feita conforme o momento que a cidade vive, segundo consta está passando por dificuldades financeiras, então está adequadas”, afirma o Comitre.

Na contrapartida de Levi, cidadãos como a Ellen Helena, de 23 anos, gostou da programação. “Eu adorei, adoro dançar e a feira fitness é diferente, muito agradável”. A programação deste ano, também atraiu turistas, a Cauany Silva, do Itaim Paulista e o

DSC_0033.JPG
Zilda de Jesus Maria

Gabriel Silva, de Itaquaquecetuba, que elogiaram a iniciativa do governo poaense de incentivar as pessoas com a feira fitness. “A programação está interessante, incentiva as pessoas a sair do comodismo e se exercitar”, conta o casal que veio até a cidade prestigiar o evento.

DSC_0020.JPG
Leo Vale

Para os comerciantes da indústria fitness da cidade, a feira foi ótima e conseguiu unir os empresários do ramo e melhorar a saúde e disposição dos cidadãos poaenses.”A feira fitness está maravilhosa, uniu os empresários da área, e deu oportunidade para que as pessoas conhecessem melhor o trabalho que fazemos”, é o que contou Leo Vale, proprietária da Academia Atitude, participante da feira.

DSC_0093.JPG
Ailton Rodrigues taxista

Porém, não é para todo mundo que a programação foi lucrativa, Ailton Rodrigues, taxista, reclama que esperava mais da cidade.” Esperava mais atividades úteis, o movimento esse ano na cidade está muito fraco”, reclama o taxista.

Entretanto, os cidadãos estão mais preocupados com as melhorias que o município precisa. “Moro na cidade há 54 anos e é necessário melhorar a nossa saúde, a educação e a segurança”, afirma dona Zilda de Jesus Maria.

DSC_0057.JPG
O casal turista Cauany Silva e Gabriel Silva

Também há esperança para esse novo ano poaense é que a cidade continue crescendo, conta Miguel Comitre.”Espero que o município continue crescendo e melhorando as áreas essenciais: saúde, educação, segurança e mobilidade urbana, que a administração se volte a esses problemas, como tem sido feito há 69 anos”, afirmou o ex-prefeito. Poá é uma Estância

DSC_0065.JPG
Ellen Helena

Hidromineral, com um grande potencial de turismo, e a população cobra isso. “Acredito na possibilidade da cidade ser reconhecida com o valor que ela merece, mantenho vivo o sonho de ver a cidade com melhor qualidade de vida, com hotéis de categoria, lazer em abundância, um comércio mais forte, e uma rodoviária digna de Estância e infelizmente hoje não temos muito o que festejar.

Fotos: Amanhecer do Sol – Neusa Maria Rambaldi Nóbrega / ADILSON SANTOS Ângulo Produções