Douglas Pires

IMG 1213.jpgExposição aconteceu durante o “1º Encontro de Mulheres pela Saúde”, realizado no bairro Jardim Varan, na região norte da cidade; já nesta quarta-feira (7 de fevereiro), empresária e engenheira ambiental está desenvolvendo trabalho semelhante em Guaratinguetá-SP, no Vale do Paraíba

A empresária e engenheira ambiental Juliana Cardoso ministrou palestra sobre Empoderamento da Mulher na Sociedade Contemporânea, durante o “1º Encontro de Mulheres pela Saúde”, realizado no bairro Jardim Varan, na região norte de Suzano-SP. Aberto ao público, o evento foi organizado no último fim de semana e reuniu pouco mais de 50 mulheres moradoras daquela região. Já nesta quarta-feira (7 de fevereiro), a suzanense está desenvolvendo trabalho semelhante em Guaratinguetá-SP, no Vale do Paraíba.

Filiada ao PR, Juliana foi convidada pelo próprio organizador do “1º Encontro de Mulheres pela Saúde”, o professor Romildo Galdino, líder comunitário no Jardim Varan, para palestrar. A ação social teve como objetivo oferecer de graça orientação ao público feminino do bairro quanto à importância de se cuidar da saúde e de se conhecer os serviços públicos voltados ao segmento, bem como discutir e incentivar a participação da mulher na sociedade.

Durante uma exposição que durou quase uma hora, a empresária e engenheira ambiental falou sobre a necessidade de o público feminino valorizar seu papel em várias frentes e de defender a igualdade de gênero. Juliana ainda reforçou que cada vez mais é importante que a mulher ocupe espaços, inclusive na Política, não apenas como “cota” em época de eleição, mas, sobretudo como instrumento de interlocução em suas comunidades, no trabalho e em movimentos organizados:

“Estamos no ano de 2018, mas, mesmo assim, contamos com poucos espaços abertos na Política para a mulher. De toda forma, vivemos um momento interessante de transformação como um todo e, justamente em razão disso, está na hora de nos posicionarmos, pois merecemos e podemos ser tanto quanto os homens. Há mulheres maravilhosas, com trabalhos maravilhosos, que acabam com medo ou receio de se posicionarem. A mulher deve entender que não precisa que lhe conceda autorização para ser, para opinar, para trabalhar ou para transformar”, reforçou Juliana, que nesta quarta-feira (7 de fevereiro) está desenvolvendo trabalho semelhante em Guaratinguetá-SP, no Vale do Paraíba.

Para Galdino, a participação da republicana no “1º Encontro de Mulheres pela Saúde” foi positiva, principalmente por conta de engajamento:

“É essencial envolver a mulher nos problemas, no dia a dia da comunidade. Isso é empoderamento feminino. É preciso mostrar que o público feminino tem importância para a sociedade, mas que precisa se engajar, se posicionar. Precisamos fazer da mulher mais que coadjuvante, e, sim, parte integrante. Vejo muitas organizações e até partidos políticos, por exemplo, falando sobre a inserção da mulher Política. Porém, na minha opinião é necessário convencê-la do quão importante ela é para diversas discussões”, afirmou o líder comunitário.

Fonte: Assessoria de Imprensa