Adilson Santos

# reunião segurança acip.jpgA Associação Comercial de Industrial de Poá (ACIP) reunião em seu auditório todas as autoridades de segurança da cidade de Poá na noite de ontem que foram sabatinados pelos convidados, comerciantes e imprensa.

A reunião organizada pelo presidente Francisco Eudo Quintino presidente da ACIP contou com a presença do  Tenente Maurício Magalhães (comandante da Polícia Militar em Poá), Carlos Setsuo Mutuo (secretário de segurança pública de Poá), Alexandre Guarniere (comandante da GCM Guarda Civil Municipal de Poá), Adilson Martins Soares (investigador da Polícia Civil), Antonio Oliveira Cruz, diretor do Conseg.

Na reunião, cada membro da mesa informou sobre assuntos se segurança, onde começou com o comandante da PM informando e mostrando que caiu os índices de criminalidade na cidade.

O repórter fotográfico Adilson Santos da @oficialpoacomacento perguntou tanto para o prefeito Geancarlo Lopes da Silva, como para o secretário de segurança sobre as câmeras de monitoramento as quais a grande parte não funciona, informaram que existe já projetos o qual esta em licitação, aprovados pelo Conselho Municipal de Turismo, ou seja, verba do Turismo que será usado na segurança segundo os membros do pode executivo municipal.

Adilson Santos ainda cobrou atuação dos poderes na Praça João Felipe Júnior, a popular praça do rolo, e disse que é importante informar aos comerciantes e população, que a verba que o prefeito irá usar no Centro de Segurança Integrada (CSI) foi aprovado pelo COMTUR (Conselho Municipal de Turismo) como mostra informações no site da prefeitura.

Diversas pessoas reclamaram da fala do prefeito Gian Lopes, que não deu respostas precisas, foi evasivo segundo um membro da reunião, e outros reclamaram dizendo: A reunião é de segurança e o prefeito vem falar de escolas, ele não esta mais em campanha política, agora é hora dele fazer o que prometeu em campanha, declarou uma pessoa que prefere se manter no anonimato.

Claudio que faz parte de um grupo de comerciantes com uma média de 80 membros, falou sobre a grande dificuldade que todos tem em fazer um registro de Boletim de Ocorrência na delegacia de polícia da cidade, motivo este, que muitos desistem.

A reunião foi transmitida ao vivo pelo jornalista Aéssio Ramos Pinto do Jornal Novo São Paulo e rádio Estância de Poá. Assista abaixo os vídeos.